A Leucemia Mieloide Aguda é uma doença pouco prevalente que acomete pessoas de diversas idades. Caracteriza-se pela substituição do tecido medular normal por células blásticas, ou seja, células hematopoéticas muito jovens e anômalas, que não preservam as funções originais.

Sinais e Sintomas
Os sintomas decorrem da diminuição da função medular normal: anemia, infecções, manchas roxas espontâneas , sangramentos e muitas vezes febre.

Qual profissional procurar
Hematologistas especializados.

Detecção precoce
Ao observar os sinais e sintomas, procure logo um médico hematologista.

Diagnóstico
Algumas vezes somente com hemograma já podemos concluir por uma leucemia mas exames como mielograma , Imunofenotipagem de medula óssea e carótipo serão exames confirmatórios e necessários para se avaliar o prognóstico.

Tratamento
O tratamento da leucemia mieloide aguda (LMA)deve ser iniciado em caráter de urgência e baseia-se em quimioterapia para destruir as células neoplásicas e intenso suporte clínico especializado. Existem tipos diversos de leucemia mieloide aguda (LMA), com características intrínsecas que indicam maior ou menor agressividade e, portanto, maior ou menor chance de cura com o tratamento quimioterápico convencional. Identificar esses fatores logo ao diagnóstico é relevante já que se deve considerar o transplante de medula óssea autólogo ou alogênico como parte do tratamento.

Informações: Dr. Roberto Luis da Silva

© 2020 IBCC Oncologia | RT: Dr Walter Galvão CRM 112.793