fbpx

Assistência oncológica é restabelecida no primeiro mês de 2021 no IBCC Oncologia

26 de fevereiro

Impactos da pandemia refletiram em quedas no tratamento cirúrgico que chegou a 45% e redução de 66% no número de Transplantes de Medula Óssea em 2020

Logo que o Brasil viveu o início da pandemia, decretada mundialmente pela Organização Mundial da Saúde, OMS, em março de 2020, veio a preocupação das organizações e sociedades de apoio e luta contra o câncer com a assistência dos pacientes oncológicos, uma vez que era esperado o impacto em diagnósticos e tratamentos devido ao elevado número de casos de Covid-19 nos serviços de saúde.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Oncoguia, divulgada em junho de 2020 com 566 pacientes oncológicos e seus familiares, apontou que cerca de 43% dos pacientes com câncer tiveram o tratamento impactado pela pandemia de covid-19, como cancelamento ou adiamento de procedimentos. Entre os entrevistados, 70% se consideram grupo de risco para a covid-19. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, SBOC, houve 47% de redução das visitas ambulatoriais e de 67% nas cirurgias de câncer durante a pandemia.

No IBCC Oncologia, o maior impacto em tratamento foi no número de Transplantes de Medula Óssea em 2020, que em relação aos meses de abril a julho de 2019 teve redução de 66%. As cirurgias representaram uma queda de 45% no mesmo período, se comparado também ao mesmo período no ano de 2019, seguida da radioterapia, que teve 27% de redução no número de sessões em 2020.

De acordo com o diretor técnico médico do IBCC Oncologia, dr. Walter Galvão, as medidas adotadas para suspender consultas e procedimentos foram recomendadas pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica e visavam a segurança do paciente. “Priorizamos o primeiro tratamento, os casos de câncer mais agressivo e diagnósticos com indicação de intervenção ágil. Aos poucos a partir de agosto retomamos os atendimentos em maior volume. Com a vacinação em nossos profissionais da saúde iniciada em janeiro, já percebemos o retorno do fluxo normal”, afirma o médico.

Ainda segundo o médico, é importante que as pessoas retomem seus exames de prevenção e de rastreamento do câncer. “O diagnóstico precoce reflete em maior possibilidade de sucesso no tratamento e cura”, destacou.

Segundo estimativas do INCA – 2020 2022 – surgirão 625 mil novos casos de câncer no Brasil a cada ano. Cerca de 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer nesse período, o que faz as associações médicas e de saúde projetarem um aumento no número de atendimentos oncológicos para os próximos meses, com casos chegando cada vez mais avançados.

 

Hospital Seguro

No IBCC Oncologia, quase 600 profissionais já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e seguem os protocolos de segurança contra a Covid-19, com troca de uniformes dentro do hospital, constante higienização das mãos, uso da máscara adequada para cada tipo de atendimento e equipamentos de proteção individual.

Existe uma Unidade específica para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 totalmente isolada com leitos, UTI, atendimento e elevador exclusivos para essas internações. No Centro Cirúrgico é realizada a testagem de Covid-19 em todos aqueles que possuem cirurgia agendada. Havendo qualquer risco de infecção pelo coronavírus a cirurgia é reagendada.

 

© 2021 São Camilo Oncologia | RT: Dr Walter Galvão CRM 112.793