fbpx

Por que devemos manter o uso de máscara de forma correta?

18 de dezembro

O Brasil enfrenta um novo aumento do número de casos de Covid-19 e para minimizar esse cenário é imprescindível adotar medidas preventivas, tais como: higienização frequente das mãos com água e sabonete ou álcool em gel, utilização de máscaras cobrindo a boca e o nariz, permanência em ambientes abertos ou arejados, de preferência com portas e janelas abertas e a manutenção do distanciamento de 1,5m entre as pessoas. Outras formas incluem a higienização do ambiente com desinfetante ou água e detergente.

 

Por que não podemos parar de usar máscaras?

O uso de máscaras diminui a chance de dispersão do vírus no ambiente. Ela é capaz de proteger boca e nariz, as chamadas mucosas, principais locais de entrada do vírus no organismo do ser humano. Quando a pessoa utiliza máscara somente na região da boca, deixando o nariz exposto, ela não se protege do coronavírus.

 

Quais as maneiras mais fáceis de transmissão do coronavírus?

A principal forma de contágio do coronavírus é através de secreções respiratórias produzidas durante a fala. A tosse, o espirro, o canto o riso e outros, por isso, as máscaras devem ser utilizadas durante todo o tempo em que estamos na presença de outras pessoas.

 

O que fazer ao espirrar ou tossir se estou de máscara?

As máscaras não devem ser removidas, mesmo durante a tosse ou espirro. Importante lembrar que devemos higienizar as mãos antes de tocarmos a máscara, sempre utilizando o elástico para sua colocação ou retirada. Máscaras de pano podem ser usadas por cerca de 4 horas, em seguida devem ser lavadas com água e detergente e colocadas para secar.

 

Caso as vacinas sejam aplicadas permaneceremos com os cuidados?

As vacinas serão aliadas importantes no combate ao coronavírus, porém, estas medidas deverão ser seguidas mesmo após a vacinação da população.

 

Contribuições: Dr. Marcos Antonio Cyrillo, infectologista do IBCC Oncologia.

© 2021 IBCC Oncologia | RT: Dr Walter Galvão CRM 112.793