Seja bem-vindo(a), hoje é Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

Sal em pratos das ceias nas festas de final de ano é vilão para hipertensos

31 de dezembro

As ceias das festas de fim de ano são alguns dos momentos mais esperados por muita gente. Mas alguns pratos normalmente consumidos nesta época podem ser prejudiciais para quem sofre de pressão alta.

Carnes vendidas com tempero, embutidos e farofas prontas e outros alimentos industrializados têm quantidades elevadas de sódio.

O Ministério da Saúde estima que um em cada quatro brasileiros adultos sejam hipertensos, um problema que pode levar à morte se não for monitorado e mantido sob controle. Nesses casos, uma alimentação pobre em sódio é fundamental.

A coordenadora assistencial do IBCC  Formosa, Pollyana Bueno, explica “a gente tem que consumir em torno de 2.000 mg de sódio [ou 5 g de sal] por dia, no máximo“. No entanto, pessoas que sofrem de hipertensão podem ter que ingerir menos de 1.500 mg diariamente, ou 3,5 g de sal, o equivalente a três sachês e meio daqueles servidos em restaurantes.

É importante destacar que a hipertensão ou popularmente conhecida como pressão alta é uma doença crônica marcada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias.

Ela acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 14 por 9. A pressão alta faz com que o coração tenha que desempenhar um esforço maior do que o normal para que o sangue seja distribuído corretamente no corpo. 

A hipertensão só provoca sintomas em fases avançadas ou quando a pressão arterial aumenta de forma abrupta e exagerada. Algumas pessoas, porém, podem apresentar sintomas, como dores de cabeça, no peito e tonturas.

O diagnóstico da hipertensão arterial é feito por meio da aferição da pressão arterial, que deve ser feita por um médico ou profissionais de saúde habilitados para a função.

Além de tomar os remédios indicados pelo médico, o paciente precisa promover algumas mudanças no estilo de vida para contribuir e ter sucesso no tratamento. Seguem algumas dicas:

  • Coma sal com moderação.
  • Não fume.
  • Não interrompa o uso do remédio indicado e nem diminua a dosagem por conta própria.

© 2020 IBCC Oncologia